Facoestimulação

Durante anos, diversos profissionais ao redor do mundo praticaram a extração da catarata em condições desfavoráveis a obtenção de melhores resultados. Nos dias de hoje, devidamente anestesiado, a cirurgia pode ocorrer num tempo total de dez a 15 minutos, com uma manipulação mínima no interior do globo ocular e com uma incisão que pode até dispensar a sutura. Os resultados obtidos quase que se assemelham estatisticamente aos conseguidos em oftalmologia humana, prometendo ainda melhores resultados, à medida que estejamos mais treinados na técnica.

Princípios da técnica

O facoemulsificador consiste num equipamento capaz de transformar a energia elétrica em energia mecânica através de um transdutor piezoelétrico. O equipamento compreende uma caneta que executa a cirurgia, o corpo do aparelho, em que se encontram os parâmetros físicos programáveis, e o pedal, que transfere à caneta as informações de funções, requeridas pelo cirurgião.

Os impulsos elétricos produzidos pelo corpo do aparelho são levados até a caneta piezoelétrica por meio de um cabo de conexão, no qual sofrem a transformação em energia mecânica, ou ultra-sônica. As ondas são transmitidas à agulha de titânio e passam a oscilar antero-posteriormente, de 100 a 120 micra.

Principais vantagens

Dentre principais vantagens da FE, podemos citar a incisão pequena, suficiente para receber a ponteira da caneta de faco. Nesta técnica, a pressão intra-ocular é constante durante quase todo o ato cirúrgico, a manipulação das estruturas internas do globo ocular e o tempo cirúrgico são mínimos e inferiores aos da EECC.